What help us to know ourselves, what things are not helping factors, and how we can analyse ourselves from the outgoing faculties and intellect is a practical subject. This is truly called spirituality.
Sant Kirpal Singh

Palestra dada por Sant Kirpal Singh, Londres, 17 de setembro de 1972
Palestra disponível em MP3 www.audio.sant-kirpal-singh.org

 

O corpo humano é o mais elevado de toda a criação. É uma oportunidade de ouro que temos, porque somente neste corpo humano podemos conhecer a Deus. E para conhecer a Deus, precisamos nos conhecer primeiro. Porque Deus não pode ser conhecido por objetos, sentidos, pela mente ou pelo intelecto. Com o intelecto, apenas tentamos compreender certas coisas. Somente a alma pode conhecer a superalma, porque a alma é da mesma essência que a de Deus. Deus é Toda Consciência e nossa alma é uma gota do oceano de Toda Consciência.

Então, para conhecer a Deus, teremos que nos conhecer primeiro. Os iguais se reconhecem.

Mas infelizmente nossa alma é cercada pela mente e pelas distrações externas. Nossa alma está sob o controle da mente, a mente está sob o controle das atrações exteriores e sentidos, e estes por final são instigados como qualquer coisa pelos prazeres exteriores. Então todos os Mestres disseram que deveríamos nos conhecer primeiro. "Conhece-te a ti mesmo!", sendo do leste ou oeste não importa, entenda. Aqueles que conheceram a Deus dizem a mesma coisa. Para conhecer a nós mesmos, teremos que conhecê-lo não no nível dos sentimentos ou deduções, mas pela auto-análise, subindo acima da consciência corporal.

Mas como? Os sentidos terão que ser controladas, a mente a ser acalmada e o intelecto cessado por um tempo, depois de entender o que é o quê. Só então podemos nos conhecer.

Elevar-se acima da consciência corporal é uma questão de pura auto-análise. Conhecer Deus no nível dos sentimentos ou deduções está sujeito a erros. Ver está acima de tudo. E essa experiência prática de elevar-se acima da consciência corporal deve ser realizada aos pés de alguém que se eleva acima da consciência corporal diariamente.

O Apóstulo Paulo disse: "Eu morro todos os dias". Morrer diariamente significa o que? Temos que passar pelo mesmo processo que no momento da morte, quando a alma deixa o corpo. Plutarco nos disse: "Aqueles que são iniciados nos mistérios do Além, sua alma tem a mesma experiência de deixar o corpo que na hora da morte." Entenda, a expressão externa da alma é a atenção. No momento da morte, a atenção é desviada de fora. Quando alguém vai a um homem que está morrendo, esse homem não reconhece ninguém, porque sua atenção é retirada de fora. Então a parte inferior do corpo é adormecida, os chakras inferiores são quebrados, chegamos a morada da alma no corpo humano que fica na parte de trás dos olhos. Então os olhos são virados para cima.

Aprenda a morrer, para que você possa então começar a viver!

Portanto, conhecer a si mesmo - como eu lhe disse, essa experiência ou demonstração pode ser obtida aos pés de alguém que se eleva (acima do corpo) diariamente. Ele também é competente para lhe dar uma demonstração do fato de que você é a própria vida no corpo e não o corpo, entende?

Este corpo humano é uma casa maravilhosa em que vivemos; em que há tantas aberturas: a dos olhos, dos ouvidos, das narinas, da boca e de duas inferiores. E não conseguimos fugir disso, nós somos controlados, pois nosso corpo funciona enquanto estivermos no corpo. E estamos no corpo enquanto somos controlados por algum Poder superior, que é - de acordo com as escrituras - o Poder-de-Deus-em-expressão, chamado Naam ou Verbo. Quando esse Poder é retirado, temos que deixar o corpo.

Assim, elevar-se acima da consciência do corpo pela auto-análise fornece de forma prática o que é conhecer a si mesmo. Quando você se conhece, vê que algum Poder está controlando você.

O ser está deixa o corpo quando o elo cármico é rompido, quando o cordão de prata (que é baseado nas reações do passado) é partido; tal alma nunca volta. Mas se você sabe como se elevar acima da consciência corporal enquanto vivo, esse processo é o mesmo, mas então você observa que algum Poder está controlando você.

Como eu te disse outro dia, um ateu estava no leito de morte. Ele tinha em seu quarto um grande lema: “God is nowhere!” ("Deus não está em lugar nenhum!") Uma criança apareceu e começou a ler: "G-o-d-i-s-n-o-w-h-e-r-e: God is now here!" (“Deus está aqui agora!”) E aquele moribundo disse: "Sim, criança, existe algum Poder".

Então para conhecer a si mesmo por meio da auto-análise, apenas subindo acima da consciência corporal. Quando você conhece esse Poder, que está nos controlando agora no corpo, ele se torna aparente.

Somente com no corpo humano podemos conhecer a Deus. Todo o mundo está cheio de práticas (rituais e cultos), veja bem, fazemos de uma maneira ou de outra, tantas coisas. Esses são apenas preparativos para à terra. Então, essas são boas ações, é claro. Mas, ter alguns modelos diante de nós, é apenas entender algo, mas realmente ver aquilo que o modelo representa, isso é outra coisa.

No outro dia, também expliquei que Deus não tinha palavras, nem nome, Ashabd. Quando Ele surgiu, em expressão, esse Deus Absoluto suspirou: "Desejo ser muitos", houve vibração que resultou em duas coisas: Luz e Som.

Deus é luz. Deus é Música das Esferas – Nada.

Estas são as duas expressões exteriores do Poder-de-Deus-em-expressão que está controlando todo o universo e também nos controlando no corpo. Isso pode ser tocado quando nos elevamos acima da consciência corporal para a morada da alma no corpo, que fica na parte de trás dos olhos. Portanto, é uma questão prática que pode ser demonstrada. Quando você vê por si mesmo o que é o quê, então somente assim você estará convencido, não antes.

O homem tem medo de morrer por dois motivos: o primeiro, não sabemos como deixar o corpo. Não estamos acostumados a isso. Estamos tão apegados ao exterior que não podemos ousar nos retirar do exterior. Às vezes, desejamos sair de fora, mas estamos muito identificados com as coisas externas, mesmo que você queira sair, você não pode sair, entende? Então, por esse motivo, temos que nos afastar do exterior. Se você sabe como deixar o corpo no dia a dia, se você morrer diariamente, como Apóstulo Paulo disse, se você pegar a cruz (corpo) diariamente (o homem de pé com os braços esticados mostra a cruz), então a morte se torna uma questão de alegria. Porque toda a glória e beleza está dentro de você. O plano astral é mais bonito que o plano físico externo; o causal é ainda mais, e nos planos ainda mais superiores a beleza e a felicidade são ainda maiores. Então, uma vez que um homem tenha uma experiência disso, ele iria gostar de ir (deixar o corpo), a qualquer momento ele possivelmente iria. Agora, como você não está em contato com isso, a mente é entregue aos prazeres exteriores e acostumada a essa pequena felicidade.

Agora o que estamos fazendo? Nós fazemos modelos do homem. O corpo humano é o verdadeiro templo em que vivemos, e também desse Poder, que nos controla no corpo. Aqueles que queremos entrar em contato e aquele que quer entrar em contato - ambos estão no mesmo corpo.

Mas não podemos vê-Lo, porque nossa alma está sob o controle da mente, a mente está sob o controle das atrações exteriores e os sentidos são instigados como qualquer coisa pelos prazeres exteriores. Nós nos identificamos tanto com isso, que nos esquecemos de quem nós (realmente) somos.

Se você sabe como se ascender diariamente, não há picada de morte.

As escrituras hindus nos dizem que, quando a alma deixa esse corpo físico, o homem experimenta uma dor terrível, como a picada de um escorpião. No começo, é como um belisco, e depois se torna uma dor terrível. A morte pode ser comparada a mil escorpiões picando juntos.

As escrituras maometanas nos dizem: "Quando a alma sai do corpo, sente uma dor como a de um arbusto espinhoso levado pelo reto e rasgado pela boca". Veja bem, como o homem se sente terrível, se ele não aprendeu a morrer. Os mestres nos dizem: “Aprenda a morrer para que você possa começar a viver!” Todos os mestres disseram o mesmo em seu próprio idioma.

E o segundo motivo é que não sabemos qual será o nosso destino depois de deixar o corpo. Se nos sentarmos aos pés de alguém que possa nos dar uma demonstração de como nos elevarmos acima da consciência corporal e nos fornecer um link com o Poder-de-Deus-em-expressão - que é Luz e Som - esse é o caminho de volta ao Absoluto Deus, caminho direto, nenhum desvio está sendo feito. Isso é ioga natural, entende?

Quando a mente recebe essa felicidade, então naturalmente você gostaria de evitar prazeres exteriores como qualquer coisa.

Mas o que fazemos? Criamos os modelos do corpo humano do lado de fora: todos os templos têm formato de cúpula (como a cabeça humana); as igrejas tem o formato de um nariz e mesquitas de testa. Colocamos dois símbolos do Poder-de-Deus-em-expressão: há Luz e Som. Nós vamos lá e lá existem modelos para mostrar que a Luz e o Som estão dentro de você.

Enquanto haviam pessoas práticas (com experiência prática), elas davam aos outros uma demonstração de como se elevar acima da consciência corporal, como ter contato com aquela Luz e Som, que é o aspecto externo do Poder-de-Deus-em-expressão, para que eles passassem a estar convencidos. Mas, por falta de pessoas práticas, essas coisas se resumiram apenas nessa finalidade última. Criando modelos para mostrar que a Luz de Deus e o Princípio do Som estão dentro de você. Por falta de pessoas práticas, não havia ninguém para demonstrar a Luz dentro de nós. Então simplesmente vamos às igrejas e mesquitas e acendemos a vela e tocamos o sino. Ambas as coisas são adorações externas. Então veja, seguimos os modelos que mostram apenas que tal Luz está dentro de você e mostramos que devemos nos elevar acima do corpo físico e ter contato com a verdadeira Luz, com o verdadeiro Som que reverberam dentro do corpo humano e em toda a criação.

Então, aqueles que viram isso, dizem: "O corpo é o templo de Deus!" Os mestres dizem: "O corpo humano é o verdadeiro templo de Deus no qual a Luz de Deus brilha". Mas estamos muito entregues a esses modelos externos por falta de pessoas práticas. Dia após dia, nos engajamos nesses modelos externos que foram feitos apenas para a preparação da terra, para permitir que as pessoas entendam o que é o quê.

Quando o Mestre nos encontra, ele abre o Olho Único, o Terceiro Olho ou Shiv Netra, para que a Luz seja vista por si mesmo. Quando você experimenta isso, é muito fácil deixar o corpo; vira questão de alegria.

Kabir disse: "As pessoas têm medo de ouvir o nome da morte. Eu fico muito feliz quando ouço o nome da morte. Porque é só então que um pode se unir ao Deus superior!"

Agora estou falando do Guru Amar Das, o terceiro Guru dos Sikhs. Ele esteve envolvido em práticas externas, modelos, todas as escolas de pensamento por setenta longos anos. Mas, naturalmente, só se fica satisfeito quando se vê. Quando você vê por si mesmo, pode-se dizer: "Deus é Luz". Se você não vê e pensa apenas "Deus é Luz", você não está na Luz de Deus. Se você então disser que Deus é Luz, isso seria verdade para você? Não.

Após a busca do Guru Amar Das por setenta longos anos ("Bata na porta e ela deverá ser aberta para você"), Deus fez alguns arranjos para colocá-lo em contato com o segundo Guru dos Sikhs. Ele teve a experiência de se elevar acima da consciência corporal e seu Terceiro Olho ou Olho Único foi aberto no interior, de modo que ele viu a Luz de Deus e disse: "Deus é Luz!" Então ele disse: "Passei setenta longos anos apenas envolvidos no exterior, nos métodos que dizem respeito apenas ao lado esotérico".

Essas são boas ações, é claro, porque são destinadas a Deus, mas o agente está aí, ego. ".. tudo o que o homem semear, isso também ceifará." : você tem bons pensamentos, eles resultam em bons resultados. Você tem pensamentos ruins, maus resultados. Esse ir e vir (neste mundo) continua como em qualquer coisa. Você vai aonde você está ligado.

Mas quando você vê que o Poder está acima, você dirá - como o ateu que mencionei - "Sim, meu filho, esse Poder está acima". Isso você somente passará a saber elevando-se acima da consciência corporal, e vendo por si mesmo que o Poder está controlando.

Que aspecto de Deus você pode experimentar? Não é o Deus Absoluto; ninguém O viu. Antes de se manifestar, Ele não tinha palavras, Ele não tinha nome; quando Ele se manifestou, foi chamado de Verbo, Naam ou Shabd. Portanto, existem dois aspectos do Verbo. "Tua Palavra é uma lâmpada para os meus pés."

Ao entrar em contato com Naam, você vê a Luz, que pode ser comparada a centenas de milhares de sóis nascendo juntos. Em quem quer que a Luz seja refulgente, no sentido verdadeiro, é um discípulo real (Sikh).

Carregar um rótulo externo ou outro, pertencente a diferentes escolas de pensamento ou órgãos sociais, não significa necessariamente que você alcançou aquele mesmo objeto para o qual ingressou na escola de pensamento. Só se pode ser um verdadeiro discípulo quando se vê a Luz de Deus. Um verdadeiro Hindu é aquele que vê a Luz interior. Um verdadeiro Cristão é aquele que vê a Luz de Deus. Um verdadeiro Maometano é aquele que vê a Luz de Deus. A mesma coisa para todos, entende? Quando alguém que não vê, diz: "Deus é Luz!", é como o trabalho de um cego, entende? Somente quando você vê que Ele é Luz e Ele é o Poder controlador nos mantendo, e somos meros fantoches em Suas mãos, naturalmente todo o ego se perde, porque você vê que algum Poder superior está funcionando (não você).

Quando o próprio Guru Amar Das viu isso, ele disse: "Fazer orações e louvá-Lo, sem vê-Lo, é como o trabalho de um cego". Veja e depois diga. Todos os mestres dizem isso. A menos que você veja, seu louvor a Deus é bom, pois os bons pensamentos são pelo menos para Deus, mas seu ego e ação ainda não se foram, então naturalmente: "Aquilo que semeares deves de colher!"

Quando vemos que esse Poder está funcionando e não você, naturalmente você perde seu ego. Então, entrando em contato com o Poder-de-Deus-em-expressão e quando você vê que esse Poder controlador nos mantêm no corpo, e somos meros fantoches em Suas mãos, naturalmente o ego vai embora. Isso só pode ser obtido quando você se senta aos pés de alguém realmente competente, chamado por qualquer nome que você queira, que abra seu olho interior, para que você possa ver a Luz de Deus dentro de você.

Naquela época, o Guru Amar Das deu toda a sua essência ou o resumo do ensino em um hino. Que eu vou apresentar diante de você. Ele disse: "Olhe aqui, onde está Deus?" E ele disse: "Deus está nesta exata caverna do corpo!" Uma caverna é sempre longa e escura, entende? Ele vive nesta caverna do corpo, Deus, que nunca tem fim e que está acima de todas as exterioridades universais. Ele mora nela.

O corpo é o templo de Deus.

Segundo Maulana Rumi, o profeta Maomé disse que Deus falou: "Eu sou tão grande, que toda esta terra, céu e planos, mais altos e mais baixos, toda essa criação não é suficiente para me conter neles. Eu sou tão grande!" Mas Ele disse em consideração: "E ao mesmo tempo tão ambíguo que eu permaneço no coração de um devoto. Estou em todo mundo, moro em todo coração!"

Kabir disse: "Fiz uma peregrinação a Meca e Medina. No caminho? Deus me encontrou. Ele começou a brigar comigo, dizendo: "Quem disse que eu estou lá? Estou em você!"" Entende? Kabir queria encontrá-lo, andando de um lugar para outro. Todo o resumo dos mestres que estou lhe dando, não preciso citar, existem centenas de citações lá. Eles dizem: "Quem você quer, Ele está dentro de você. Ele é o seu Poder controlador. Ele também reside no corpo. O corpo é o verdadeiro templo de Deus!"

Modelos externos são criados para lhe dar uma idéia: um Poder semelhante está dentro de você? A menos que vejamos esse Poder, não conseguimos perder o ego; e enquanto o ego não se foi, vamos e voltamos (para este mundo). À vista disso todos os mestres nos dizem isso.

O Guru Amar Das disse: "Deus reside dentro de você, assim como - tome o caso da tinta de garança. Quanto mais você moe a garança na água, mais cor vermelha dá. Como o fogo está na madeira, esfregando-a, você obtém o fogo. Como a manteiga está no leite, isso é transformado em coalhada, e a coalhada deve ser sacudida, e então a manteiga sai, entendeu? Tão semelhante Deus reside dentro de você!"

Todos os Mestres nos dizem: "Deus reside em nós! Ele reside no coração de todos!" Mas nós não o vemos. Guru Amar Das assimilou: "É uma espécie de catarata. Quando essa cobertura chega a pupila, o homem não pode ver. Somente se isso for removido com cuidado, a visão será restaurada". Da mesma forma (nossa visão interior é restaurada), quando nossa atenção é retirada de fora e levada para o assento da alma no corpo - que fica na parte de trás dos olhos - para a décima porta do corpo que se abre para o além; aí você bate na porta e ela será aberta para você.

Então, Guru Amar Das fornece as descrições de todas as maneiras, como ele conseguiu isso e por que as pessoas estão errando (o caminho). Ele disse: "Aquele que você procura, Ele reside em seu corpo. Ele está latente dentro de você". Entende? Tudo o que você em volta (o mundo físico) é o Poder-de-Deus-em-expressão. Tudo isso saiu Dele, então onde está esse lugar onde Ele não está?

Se você olhar pro ar, não há nada para ser visto. Não há nada neste ar? Claro que há. Quando você vê através de um microscópio que amplia tudo cerca de 700 vezes mais, verá que está cheio de animais. Eles estão lá agora mesmo; ou essas coisas são ampliadas para chegar ao nosso nível, ou nosso olho interior é tão etéreo, que chegamos ao nível deles. Então nós podemos ver.

Existe Deus em nós. Os Mestres dizem que o viram neste corpo humano. Aqueles que estão tentando encontrá-Lo em práticas ou observâncias externas, nunca o alcançarão. Essas são boas ações, é claro. Eles (os Mestres) não negam, mas o ego está lá, a ação está lá. Você tem que semear; e o que você semeia, você colherá! Boas ações lhe trarão coisas boas, e suas idas e vindas continuarão, entende?

Quando você vê que Ele é o operador, seu ego se perde, naturalmente seu ir e vir termina. Então é isso que o Guru Amar Das disse. Quando você chega aos pés de um Mestre, Ele lhe dá um contato com esse Poder-de-Deus-em-expressão, chamado de Verbo, Shabd ou Naam. Então você vê por si mesmo: Deus está lá! Mas não vês Deus Absoluto, digo-vos, mas sim o Poder-de-Deus-em-expressão, cujos dois aspectos são Luz e Som. Você vê a Luz de Deus, ouve a Música das Esferas. Agora ele agradece a Deus: "Ó Deus, eu te agradeço muito, me sacrifico a Você. Estive em uma longa procura de setenta anos, depois agradeço ao meu Guru a cujos pés eu tive essa experiência. Eu não me sacrifico uma vez – mas centenas de vezes ao Mestre, que fez Deus se manifestar em mim!"

Então você vê, precisamos de um professor a cada passo. Até as crianças precisam de pais, irmãos e irmãs para ensiná-las. Nas escolas queremos professores. Em todos os aspectos externos, em todos os assuntos relacionados aos sentidos, mente ou intelecto queremos orientação.

E para este assunto - que é: Como se elevar acima da consciência corporal, se elevar acima dos sentidos e atrações exteriores? - você não precisa de ninguém? Você precisa de alguém! Mas temos medo disso. Porque o mundo está cheio de professores, com licença, agora eu digo. Cristo também disse: "Eles vêm como cordeiros, mas são lobos devoradores".

Há tanta atuação e pose acontecendo, as pessoas não conseguem distinguir, o que é o quê. E os Mestres estabelecem um critério para isso: a menos que você veja por si mesmo o que o Mestre diz e, a menos que você tenha testemunhado, não acredite nas palavras do Mestre. É realmente um ótimo critério! Isso pode diferenciar o certo do errado.

O Guru Amar Das disse: "Ó Deus, sou grato ao meu Guru que fez esse Poder-de-Deus-em-expressão – que eu estava procurando por setenta longos anos - manifestar-se. Graças a Deus!" Quem obtém essa experiência, existe gratidão em seu coração.

Agora ele diz: "A primeira coisa é Naam, Poder-de-Deus-em-expressão, que tem dois aspectos. Quando você entra em contato com isso, isso lhe dá vida eterna". Amrit significa Água da Vida que lhe dá vida eterna; você nunca vai morrer. Uma vez que aprenderas a morrer, você viverá para sempre. "Aprenda a morrer, para que você possa começar a viver!"

Essa Água da Vida é obtida apenas quando você aprende a se elevar fisicamente acima da consciência corporal. Isso lhe dá um gosto, uma espécie de intoxicação e felicidade, com a qual a mente esquece todos os prazeres exteriores. Somente no corpo humano podemos tê-la. E isso podemos ter aos pés do Mestre. Ele se eleva à vontade e diariamente acima do corpo físico, e se desejar, cem vezes por dia e faz os outros se elevarem acima da consciência corporal. Uma demonstração prática disso é dada por Ele, e então esses que receberam a desmontração vêem realmente por si mesmos e se elevam acima da consciência corporal. Alguns ganham mais, outros menos (experiência). Mas, para começar, é dado algum capital a cada um.

Um homem que está vindo para dar uma palestra sobre princípios de negócios, uma conversa maravilhosa e informativa, mas os homens a quem essa palestra é dada não têm dinheiro. Como sua palestra os ajudará?

Quando as pessoas vêm até nós e nos contam histórias muito agradáveis do Além, elas também podem nos dar algo para começar? Eles estão apenas dando palestras bonitas. A religião começa onde as filosofias do mundo terminam. Você deve ter algo para começar, pode ser menos ou mais, entende? Então, o homem pode ter essa experiência. E é muito doce - há doçura, felicidade nela.

Então se é falado que subir acima do corpo físico é muito difícil. Os iogues passaram centenas de anos para se elevar acima do corpo físico. Eles realizaram kumbhak, controle da respiração nos diferentes centros (chakras) do corpo. Finalmente, chegando ao sexto chakra na parte de trás dos olhos, que é a morada da alma no corpo. Então eles viram e entraram em contato com o Princípio do Som. Quanto tempo leva!

E quando os Mestres chegam, eles te dão um pouco de atenção, e – independente do número de pessoas ali - toda a atenção externa (deles) é retirada, ascendendo, e o olho interno é aberto. Eles obtêm alguma experiência do Princípio da Luz e do Som para começar. Que grande concessão que temos hoje em dia!

Onde as filosofias do mundo terminam, como eu lhe disse, a religião começa. Religião vem do latim relegere, ou religare: "re" – novamente ou de volta, “legere” - atravessar, "ligare" - ligar; para retirar sua atenção (que é a expressão externa da alma) de todas exterioridades e contatá-la com Deus dentro de você.

Agora surge a pergunta: como o Mestre fornece essa experiência? O Guru Amar Das dá um exemplo de colírio que é colocado nos olhos, entende? Deus dá o colírio desse conhecimento interior, que deve ser experimentado na morada da alma no corpo (na parte de trás dos olhos). É dado de uma maneira muito prática. Quando o colírio é colocado nos olhos, você vê. E, da mesma forma um Deus-homem, Santo, ou - nomeie-o com qualquer nome que você quiser - retira sua atenção de fora e a traz para o fundo dos olhos. Então você vê a Luz.

Como o Deus-homem ou o Santo lhe fornece esse conhecimento interior, esse colírio de Luz e Som? Retirando sua atenção de fora e levando-a para a morada da alma na parte de trás dos olhos, que os iogues levaram centenas de anos para tê-la. Primeiro, há uma escuridão total quando você fecha os olhos. Quando Ele lhe dá uma demonstração ( fazendo-o sentar em meditação), sua atenção é desviada de fora, ela sobe e a escuridão desaparece. Você vê a Luz! E você testemunha a si mesmo que é Luz. Ele não diz que você terá em centenas de anos, depois desta vida, no fim da vida ou em dez anos. Ele imediatamente lhe dá algo para começar. Primeiro é tudo escuridão, entenda. Então, quando você vê por si mesmo, você ficará convencido. É assim que o Guru Amar Das conta sua história.

Todos os Santos dizem que aqueles que não vêem a Deus e O louvam são como cegos. Na terminologia dos Santos, um cego não é aquele que não tem olhos funcionais na cabeça, mas aquele cujo olho interior não está aberto e que é incapaz de ver a Luz de Deus.

Kabir diz: "Eu vejo apenas cegos sentados ao meu redor. Se houvessem um ou dois, eu teria explicado a eles. O que falar, em todos os lugares que olho, todos são cegos!" Observações bem ambrangentes, é claro, mas é verdade. O professor do homem é um homem. Deus reside em todo coração. Mas somente aquele em quem Ele se manifesta pode lhe dar uma demonstração disso, isso é tudo.

A graça de Deus está trabalhando em um corpo humano, veja você. "Verbo encarnado", você pode dizer. Deus está se manifestando no corpo humano. E esse Poder retira sua atenção de todo o exterior, o direciona pra cima e então você vê a Luz. Seu olho interno ou o Olho Único é aberto. Isso acontece quando toda a sua atenção é retirada do exterior e você se eleva acima dos chakras. Você alcança a morada da alma no corpo que está na parte de trás dos olhos e vê por si mesmo!

Portanto, por esse motivo, Ele diz: "Quem vai ao encontro de Deus por meio de práticas e coisas mundanas, desperdiça todo o seu trabalho. Do mesmo jeito que um homem que tem que trabalhar dia e noite e ainda não recebe salário". Portanto, todo o trabalho é perdido ao prestar contas às depesas externas de acordo com essa atitude.

O ponto é: conhecer Deus.

As pessoas praticam todos os modelos. Com todas elas não vemos Deus. Claro que são boas ações, o que nos dará bons resultados. Mas o ego não está perdido, e o ir e vir continuará. Então, aqueles que estão sob o controle da mente e dos sentidos, identificados com ela, dizem: "Como pode haver luz lá dentro? Quem disse? Até porque quando você fecha os olhos tudo é escuro?" Eles não acreditam. Quando eles vêem por si mesmos, então eles têm que dizer: "Sim, tem alguma coisa!" Portanto, o Mestre diz para não acreditar em nada do que o Mestre disser, a menos que você preste testemunho (pode ser de menor ou maior intensidade). Esse é o trabalho de um Mestre ou de um Santo, de onde você pode discriminar o certo do errado, os lobos devoradores dos cordeiros. O guru Amar Das diz: "Com a graça do Guru, encontrei Deus". Como? Pela auto-análise.

O macrocosmo está no microcosmo. Quando ele se elevou acima do corpo físico - há três estágios diferentes da mente: uma é a mente física, a outra é a mente astral e a terceira é a mente causal - ele disse: "Quando eu me levantei do corpo físico e da mente física, então vi alguma luz. Quando me levantei da mente astral e do corpo astral, vi ainda mais luz. Quando me levantei ainda mais acima deles, havia ainda mais luz. "

É como uma lâmpada com três ou quatro coberturas sobre ela. Quando você acende, não vê luz. Se você tirar uma capa, verá alguma luz. Se você tirar duas capas, ainda haverá mais luz. Se você tirar três capas, ainda mais luz por ser vista.

Então Deus é toda Luz. Quando temos alguma experiência com o Princípio da Luz e do Som, ela cresce cada vez mais e fica mais doce, à medida que as densidades dos diferentes planos vão mudando. O Guru Amar Das disse tudo isso, como ele conseguiu Deus analisando a si mesmo, elevando-se acima do corpo físico e da mente física, corpo astral e mente astral, corpo causal e mente causal.

Aí ele diz: "Deus-Homem ou homem em Deus, ou chame por qualquer nome que você queira, Sadhu, Santo, irmão mais velho ou pai, Ele lhe dá uma experiência da Luz, trazendo sua atenção para o centro dos olhos. Então você vê Luz. Quando você se senta ali (meditação), realmente vê, e começa a louvar a Deus. Aqueles que louvam a Deus sem vê-Lo são como cegos! Essas são boas ações, é claro, o Mestre não nega, entende? Mas o agente está lá. Naturalmente: ".. tudo o que o homem semear, isso também ceifará!"

Agora, novamente, o Guru Amar Das continua: "Este corpo humano é uma casa maravilhosa; tem dez portas. Nove são aparentes, uma é latente". Dois olhos, duas orelhas, duas narinas, boca e duas embaixo - elas são abertas, aparentes. Existem nove portas abertas para o mundo dos sentidos e a décima porta está na parte de trás dos olhos, onde a alma passa para o além quando alcança aquele lugar onde o único olho se abre. Ele diz: "Enquanto você não desviar sua atenção do exterior, das nove portas e chegar à décima porta, você não verá a Luz nem ouvirá o Princípio do Som". Ele deixa muito clara a sua experiência de vida. As pessoas dizem que os Santos mantêm isso em segredo. Não, não; eles falam abertamente, entende? É para todas as pessoas. Se você pode se ascender, tudo bem. Caso contrário, aceite a ajuda de alguém!

Então, o que ele diz? "Desviei minha atenção do lado de fora, das nove portas e cheguei à décima porta atrás dos olhos. Lá ouvi a doce melodia da Música das Esferas, chamada de Nada na India. Isso dá a maior felicidade."

Enquanto não tivermos contato com esse Poder Divino chamado Shabd, Palavra de Deus, Verbo ou Naam, você verá escuridão quando fechar os olhos! Quando você retira sua atenção de fora e chega à parte de trás dos olhos, o único olho é aberto e então você pode ver a Luz.

Cristo disse que é melhor entrar no Reino de Deus com um olho, em vez de dois, que o lançará no inferno. Você vê?

"Se teu olho passar a ser um, teu corpo todo ficará cheio de luz!" - "Estreita é a porta!" ("Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram". Mateus 7,14). Leia as escrituras! Estas são referências ao além - como a alma deixa o corpo humano.

O Guru Amar Das disse: "A menos que a escuridão seja removida e você veja a Luz de Deus frente a frente, suas vindas e partidas (neste mundo) não terminarão!"

Quando você vê Deus, vê que Ele é o poder que está controlando você, seu ego está perdido e você não deve voltar (a este mundo).

Mas a menos que você veja a Luz de Deus dentro de você, você é dedicado apenas aos modelos dados nas igrejas, nos templos e nas mesquitas para o culto diário. Entre os Hindus, há um costume, veja. Quando um homem está no leito de morte, eles acendem uma lâmpada, dão a ele e falam: "Olhe para a chama da lâmpada!". E eles lêm um mantra que significa: "Esta luz o levará a Deus!" Você vê? Esse corpo e essa luz, ambas permanecerão aqui. Que Luz estará lá (no além)? A Luz, que já está dentro de você.

Você pode vê-la quando alcança a décima porta do corpo e seu olho interno, terceiro olho ou olho único é aberto. Então ele diz: "Quem tem a chave?" Suponha que haja um homem que tenha uma casa. Você quer entrar naquela casa, mas o proprietário trancou a porta da casa e entregou a chave a um responsável, ou o empregado ou a alguém. Então, primeiro você terá que buscar a sanção do dono da casa. Se ele der sanção, ele pede ao servo: "Vá e abra a porta!"

Onde Deus reside? Deus reside no templo que é feito no ventre da mãe. Ele reside neste corpo humano.

Ele trancou e deu a chave para quem? Para o "Deus em homem", "Homem em Deus", Santo ou qualquer nome que você quiser usar para referência. Ele lhe dá uma demonstração, retira sua atenção de todas as partes externas para a moradia da alma no corpo e você vê a Luz. É claro que alguns obtêm mais, outros obtêm menos (experiência) de acordo com o histórico de cada homem, mas todos têm algo para começar.

A chave do sucesso está com o Santo. Aquele que criou esse corpo - Deus - Ele o trancou e deu a chave ao Santo para abri-lo sempre que Ele sancionasse. Nem todos recebem iniciação, é uma escolha de Deus, somos escolhidos por Ele. Não cabe a nós escolher. É Ele quem escolhe.

Quem Ele escolhe? Agora, por exemplo, há um escritório, onde há algumas vagas de emprego. O oficial encarregado por lá, cuja caligrafia é muito maravilhosa, ele pede que todos os pedidos escritos à mão passem por ele. Ele olha todos eles. Centenas de pedidos que ele examina. Qualquer letra que seja muito bonita, ele seleciona. Entende? Porque ele aprecia a qualificação que está nela.

Deus vê aqueles que anseiam mais por Deus do que pelo mundo. Deus reside lá dentro, Ele faz alguns arranjos para você entrar em contato com alguém que pode colocá-lo no caminho, só isso. Ele escolhe você. Aqueles que anseiam por Ele, Ele os coloca em contato com alguém, para que possam ser postos no caminho.

De novo, o Guru Amar Das repete: "Esse corpo humano é uma caverna que é escura por dentro, e Deus reside nela". "Ele é tão grande", como disse o profeta Maomé, "Mas Ele apenas pode residir no coração do devoto". Ele está latente, todas essas expressões externas também são Deus, tudo que você vê é a expressão de Deus. Primeiro aparece apenas escuridão - mas quando seu olho interior é aberto, você vê:

"Tudo é Luz, Deus está em todo lugar. Não há lugar onde Deus não esteja."

Mas como isso pode ser feito? ... Já está lá. É apenas uma questão de se retirar de fora e chegar à moradia da alma no corpo. Se você pode chegar lá por si mesmo – dê o seu melhor! Se você pode - o que mais se pode querer? Se você não obtiver sucesso, deixe que você seja ajudado por alguém, pois você também precisa da ajuda de um professor em assuntos externos. Apenas sente-se ao lado de alguém que dá isso de graça; todos os dons de Deus são gratuitos: ar, sol, água, terra. Esta terra é um presente de Deus. É necessário sentar-se aos pés de alguém que lhe dá tudo isso livremente.

A palavra "Gurmukh" significa o estado de quando seus olhos entram em contato com os olhos do Deus-Homem, e a vida fica em sintonia. Um terço do ensino é dado pela palavra da boca e dois terços pela radiação. Portanto, a devoção é necessária. Na devoção, você desenvolve receptividade. E aí você aprende mais.

Isto posto, o Guru Amar Das disse: "Quando você deseja obter todos os benefícios do corpo humano, que é a oportunidade de ouro que temos para conhecer a Deus, sente-se aos pés de um Santo!" Se existe um desejo real, Deus dentro de você vê que você realmente está chorando por Ele. Ele faz alguns arranjos para que você entre em contato com alguém, para que então você possa ser colocado no caminho. Então você testemunhará que é assim. Você pode obter algo, pouco ou mais (experiência, de acordo com o passado de cada um); você tem algo para começar.

Então foi isso que o Guru Amar Das fez, quando ele foi aos pés do seu Mestre. Ele deu o resumo de todos os seus ensinamentos em um hino.

Assim sendo, todo Santo tem o Seu passado, e todo pecador um futuro. Há esperança para todos. Quando o Guru Amar Das chegou a esse estado, ele disse: "Um dia eu era como você. Agora, cheguei à graça de Deus". O que a graça de Deus fez? "Eu era como uma pedra debaixo d'água - sob o controle dos sentidos e atrações exteriores, Ele me puxou para cima e manifestou-Se para mim."

Há esperança para todos aqueles que possuem o corpo humano. É por isso que se falam do humano de forma tão grandiosa. Até os anjos são exigidos a se curvar ao ser humano. Todas as almas dos rishis da antiguidade, quando voltam depois de apreciar a bem-aventurança nos planos mais elevados, escolhem o corpo humano para entrar. Você é muito afortunado, por ter o corpo humano.

Portanto, este é o momento mais excelente para conhecer a Deus. Todas as outras coisas são reações do passado, dar e receber. A caneta que flui de Deus nos uniu pelas reações do nosso passado, alguns como irmãos, irmãs, esposas, maridos ou pais. Então, um Homem-Deus ou um homem em Deus traz você para uma relação mais próxima, que já existia. Quando Cristo foi informado, enquanto muitas pessoas estavam sentadas perto dele: "Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e desejam falar-te!", Ele respondeu: "Quem é minha mãe e quem são os meus irmãos? Pois todo aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, minha irmã e minha mãe!". Esta é uma verdadeira relação em que um Homem-Deus nos une, entende? Como homem, vocês são todos um (iguais). Como alma, somos da mesma essência que a de Deus, somos todos irmãos e irmãs em Deus.

Nós veneramos o mesmo Deus chamado por nomes diferentes. Então é hora de vê-Lo. Nos foi dado uma oportunidade de ouro para isso. Todos os que estão sentados aqui têm o corpo humano por tanto tempo - vinte, trinta, quarenta, cinquenta, sessenta anos. Mas você chegou a Deus? Se sim, tudo bem. Se não - apresse-se! Este é o momento, bem agora.

Foi o que descobri pelo estudo paralelo das escrituras e sentando aos pés do Mestre, exatamente como o Guru Amar Das colocou diante de você. Ele passou setenta anos em busca de Deus e, quando teve a experiência Dele, mostrou aos outros: "Este é o caminho!"

Então eu coloquei isso diante de vocês. Agradeço por terem me ouvido pacientemente. O que eu descobri coloquei diante de vocês. Então, obrigado por oferecer essa oportunidade, desperdiçando o tempo de suas horas ocupadas para ouvir pacientemente o que eu passei a conhecer. Então, agradeço a todos por tudo isso.

Uma coisa eu tenho a dizer, especialmente para aqueles que já foram iniciados. Para eles, duas coisas são necessárias. Primeiro: meditação - é o pão da vida e a água da vida. Nenhum dia deve passar sem ingerir essa comida. Você deve dedicar o máximo de tempo possível, pelo menos duas horas por dia. Quando fui ao meu Mestre, perguntei a ele quanto tempo eu deveria dedicar. Eu era um homem de família, tinha dois filhos e estava trabalhando também, ganhando a vida. Ele disse: "Coloque de cinco a seis horas, pelo menos, quanto mais, melhor!" Entende?

Afinal, somos nós que temos que trabalhar nisso. Então, pelo menos, em duas horas, se mais - tudo bem. Está se ajudando. Duas horas das vinte e quatro horas não são muito. Um dízimo deve ser dado. Um dízimo das vinte e quatro horas se torna duas horas e vinte minutos. Você ainda recebe uma concessão de vinte minutos.

A segunda coisa é manter o diário. Até agora, essas coisas eram dadas apenas quando as pessoas estavam prontas, quando o reservatório estava limpo. Agora os tempos mudaram. Quem pode sentar-se aos pés do Mestre por anos? Então, você recebe algo para começar primeiro e é solicitado a mantê-lo por auto-introspecção, eliminando todas as falhas da vida e também colocando tempo regularmente diariamente.

Se você eliminar todas as imperfeições de dentro e também colocar em tempo regular e conseguir algo para começar, essa experiência se desenvolverá dia após dia. Então, para isso, é necessário um diário de auto-introspecção, para que você possa saber quem é, quais são as falhas em sua vida, entende? É como quando vamos à igreja, quando confessamos e oramos ao padre: "Ó Deus, eu fiz isso, não farei mais!" Pois bem, faça isso cem vezes por dia.

Então, quando você tem algo para começar, e que está sempre a se desenvolver, você está ajudando a si mesmo, não é? "Aprenda a morrer para que você possa começar a viver!" Não há medo da morte, nenhum ferrão da morte a ser deixado. Portanto, dedique tempo regular ao seu pão da vida e à água da vida. Dê água da vida à sua alma primeiro, depois dê o pão da vida ao corpo. E Deus te ajudará.

Desejo-lhes boa sorte.

 

 

Cookies make it easier for us to provide you with our services. With the usage of our services you permit us to use cookies.
More information Ok Decline